Sangue do meu sangue mas não somos parecidos.  

Você queria controle, mas controle sobre mim eu nunca dei e até hoje quer submissão quando eu só lhe dou provas de “rebeldia”. É por isso que surtava em agressividade? Porque eu era a “rebelde” e não obedecia suas ameaças? Não leve a mal, mas com o tempo sua agressividade me calejou, hoje em dia há pouca violência que me surpreenda e nenhuma ameaça tira mais meu sono. Suas amarras tornam-se cada vez mais frouxas para mim, não são capazes de me prender e acredito que a ideia de me ver voar sozinha faz com que você se sinta abandonado, deixado para trás. Ora, se suas asas já caíram não cobice as minhas que estão nascendo, pois eu não vim a este mundo para permanecer amarrada ao seu ninho.

– Rejane Leopoldino

6 comentários em “Sangue do meu sangue mas não somos parecidos.  ”

  1. Não temos que ser parecidos, comparáveis, nem ter nada a ver. Cada pessoa é um ser individual responsável por suas acções não comparável a outro. O que nos distingue é o nosso coração e, saber que com o que vivemos vamos proporcionar o oposto do que vimos e sentimos. Vamos lutar!
    Um beijo Rejane.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s