Cartas secretas

Querido,
você não me viu florescer. Quando me encontrou eu já estava adubada, com as pragas controladas e vários botões esperando a próxima primavera e eu não poderia deixar meu jardim por nada. Ainda que seu céu seja mais azul, o brilho das minhas flores são o reflexo de anos de paixão e dedicação à um campo onde antes não nascia nem uma trepadeira.
Mas espero ver seu céu um dia, de modo que eu não precise abandonar o meu campo. Então quero que saiba que embora toda essa estação esteja sendo muito agradável, eu não a passarei com você.

Talvez uma próxima.

– Rejane Leopoldino

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s