Como é a construção da nossa identidade de gênero?

Como se constrói o gênero? Ele é fruto de convenções sociais? A primeira vista pode parecer que as nossas escolhas ou as diferentes formas de inserção no mundo são reflexos de habilidades e preferências naturais, mas basta um olhar mais atento para perceber que não é bem assim.

O que é gênero?

A definição de gênero se refere aos modos de pensar e agir como homem ou mulher. Ou seja, existem machos e fêmeas (biologia), mas a forma que nos comportamos como homem ou mulher é definida a partir de uma convenção social que assimilamos desde a nossa infância pela cultura em que estamos inseridos.  É a cultura que constrói o gênero, definindo as atividades como mais masculinas ou mais femininas à medida que crescemos por meio da nossa socialização com a cultura e a nossa relação com outras pessoas (família, amigos e pares)

Exemplos da construção da nossa identidade de gênero ao nascer

Ex. quando criança a menina passar a usar rosa e o menino azul, e nesta fase inicia-se uma introdução sobre o que é considerado de domínio das meninas e dos meninos.

Exemplos da construção da nossa identidade de gênero na infância

De uma forma sutil, reafirmamos algumas expectativas sociais:

Exemplos da construção da nossa identidade de gênero na juventude

Ao desenvolver a sexualidade cada um aprende uma coisa:

“Há uma expectativa social em relação à maneira como homens e mulheres devem andar, falar, sentar, mostrar seu corpo, brincar, dançar, namorar, cuidar do outro, amar, etc.
Conforme o gênero, também há modos específicos de trabalhar, gerenciar outras pessoas, ensinar, dirigir o carro, gastar o dinheiro, ingerir bebidas, dentre outras atividades”

Fonte: Curso gênero e diversidade na escola

Atenção:  Sexualidade e gênero são coisas diferentes que integram a identidade de cada um.

Essa construção da identidade de gênero também desempenha um papel importante na reflexão da trajetória e construção do perfil comportamental mais violento de alguns homens com os seus pares, seja com os amigos, no sexo, na forma em que demonstra a sua irritabilidade, etc. Porém, este assunto merece ser abordado em uma discussão separada. Muito em breve.

– Rejane Leopoldino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s